terça-feira, 19 de maio de 2009

O poder da gentileza

rebecaromcy

O que é ser gentil?
Gentileza é um modo de agir, um jeito de ser, uma maneira de enxergar o mundo. Ser gentil, portanto, é um atributo muito mais sofisticado e profundo que ser educado ou meramente cumprir regras de etiqueta, porque embora possamos (e devamos) ser educados, a gentileza se trata de uma característica diretamente relacionada com caráter, valores e ética; sobretudo, tem a ver com o desejo de contribuir com um mundo mais humano e eficiente para todos. Ou seja, para se tornar uma pessoa mais gentil, é preciso que cada um reflita sobre o modo como tem se relacionado consigo mesmo, com as pessoas e com o mundo.
Por que esquecemos de ser gentis?
A rotina nos cega, costumo dizer. Pressionados por idéias equivocadas, que nos pressionam a ter sempre mais, a cumprir prazos sem nos respeitarmos, a atingir metas que, muitas vezes, não fazem parte de nossa missão de vida e daquilo em que acreditamos, nos tornamos mais e mais insensíveis. E nesta insensibilidade, vamos agindo e nos relacionando com as pessoas - mesmo com aquelas que amamos - de forma menos gentil, mais apressada e mais automatizada, sem nem nos darmos conta disso. É por isso que, a meu ver, ser gentil não pode depender do outro, não pode ser uma moeda de troca, tem de ser uma escolha pessoal, um entendimento de que podemos fazer a nossa parte e contribuir sim para um mundo melhor. Leonardo Boff tem uma frase maravilhosa que resume bem o que quero dizer: “Não serão nossos gritos a fazer a diferença e sim a força contida em nossas mais delicadas e íntegras ações”. 
Dicas práticas de como exercitar a gentileza no dia-a-dia?

1. Tente se colocar no lugar do outro. Isso o ajuda a entender melhor as pessoas, seu modo de pensar e agir.
2. Aprenda a escutar. Ouvir é muito importante para solucionar qualquer desavença ou problema.
3. Pratique a arte da paciência. Evite julgamentos e ações precipitadas..
4. Peça desculpas. Isso pode prevenir a violência e salvar relacionamentos.
5. Pense positivo. Procure valorizar o que a situação e o outro têm de bom e perceba que este hábito pode promover verdadeiros milagres.
6. Respeite as pessoas quando elas pensarem e agirem de modo diferente de você. As diferenças são uma verdadeira riqueza para todos.
7. Seja solidário e companheiro. Demonstre interesse pelo outro, por seus sentimentos e por sua realidade de vida.
8. Analise a situação "sem paixão". Alcançar soluções pacíficas depende de se descobrir a raiz do problema.
9. Faça justiça. Esforce-se para compreender as diferenças e não para ganhar, como se as eventuais desavenças fossem jogos ou guerras.
10. Mude a sua maneira de ver os conflitos. A gentileza nos mostra que o conflito pode ter resultados positivos e ainda tornar a convivência mais íntima e confiável.

 

Gostei bastante desse texto… é bom reflexionar…

Rebeca

4 comentários:

Walquíria e Bruno disse...

Oi, Rebeca!
O maior mestre do Amor e da Gentileza foi o nosso Senhor Jesus Cristo.
Que Ele possa lhe abençoar ricamente, viu?
Um grande abraço!
Obrigada pela sua visita lá no meu blog PSP pra Jesus.
Bjinhos de paz,
Pr@ Wal

giovanna disse...

OI REBECA, SOU A SUA PARCEIRA NA TROQUINHA COZINHA,JA ESTOU AJEIATANDO TUDO PARA DAR CERTINHO E AGRADAR VOCE. MIL BIJOS

Beth Tosin disse...

Bom dia amiga!!!
Que cantinho lindooo,adorei
vim agradecer sua visita e deixar um beijo.
Voltarei rs

Estela Oliveira de Lima disse...

Oi Rebeca! Minha mãe sempre diz que devemos ser gentis com todos. E na prática às vezes não é tão fácil. Mas assim como a Walquíria disse e como minha mãe sempre me lembra, devemos seguir o exemplo do Mestre. Parabéns por esta mensagem. Me ajudou muito, pois estava com dificuldade em aceitar algumas decisões de minha liderança para uma atividade. Como jovem, é difícil nos lembrarmos que todos podem ter as mesmas oportunidades e talentos diversos. Depois conto com mais calma. Obrigado e Beijos